Postado em 24 de Setembro de 2018 às 09h43

Dicas para vender produtos de porta a porta

Dicas (34)

O Brasil é o quinto mercado mundial em venda direta: a famosa venda porta a porta. O País fica apenas atrás do Japão, Estados Unidos, Alemanha e Itália. Entre os diversos motivos do sucesso deste tipo de negociação estão o relacionamento pessoal e a possibilidade de experimentação antes da compra.

De acordo com o professor de marketing do Senac de Bauru, SP, Ivanil Aparecido Pinheiro, muitas pessoas complementam a renda familiar com a venda de produtos em seus locais de trabalho e, nas horas vagas, visitando residências. “Elas acabam descobrindo suas potencialidades comerciais e esse tipo de comércio informal ensina ou motiva a tomada de decisão para a criação de oportunidades empreendedoras”, explica o professor.

Para ser sempre bem-vinda

Além da boa apresentação dos seus produtos, com embalagens caprichadas e decoradas, por exemplo, o vendedor deve se preocupar com a aparência pessoal, com o que fala, o tom de voz e até a forma de apertar a campainha. “O grande desafio é adentrar ao território sagrado do cliente, que é a residência. Esse é o primeiro objetivo a ser superado”, alerta Ivanil. Todavia, quando o assunto é venda, há espaço não só em residências, mas também em empresas, escolas, parques e outros locais públicos.

Hoje não, obrigada!

Para evitar uma negativa do cliente na hora da venda, Ivanil dá dicas de como agir e do que não fazer durante o oferecimento dos produtos.

O profissional de vendas deve ter disposição e, literalmente, suar a camisa. Habilidades como boa comunicação, bom relacionamento e envolvimento com aspectos que caracterizam a região e os clientes são essenciais.

A criatividade é um elemento fundamental na hora da venda, pois é necessário buscar constantemente alternativas para se aproximar do potencial comprador.

Não se deve forçar o contato durante uma abordagem para não tornar-se inconveniente. Se o morador da casa, por exemplo, não quiser atender, é direito dele.

A descrição é um ponto crucial. Como se estabelece uma relação de proximidade entre cliente/vendedor, cabe ao vendedor ser extremamente ético sobre o que ver e ouvir nos locais de venda.

A capacitação é essencial para um bom vendedor. Procure participar de cursos rápidos sobre marketing e aprimore suas técnicas.

Fonte: Alto Astral

Veja também

7 passos para deixar de ser um vendedor porta a porta irritante!28/11/17 A venda porta a porta não é uma forma fácil de conduzir negócios. Afinal, você irá abordar pessoas em suas casas ou em seus estabelecimentos, quando, na maior parte das vezes, a última coisa que esperam fazer é comprar alguma coisa. Contudo, existem produtos ou serviços para os quais a melhor forma de chamar a atenção das pessoas......
Alimentação saudável vai ser tendência em 201917/01 Nunca o mercado esteve tão propício para investir na alimentação saudável como agora. Cada vez mais as pessoas optam por produtos naturais: desde aqueles sem glúten e lactose, para quem tem intolerância, aos......
Venda Direta: Um Modelo de Negócio!23/01/17 Venda Direta: Um modelo de Negócio em Expansão! A tradição da venda direta, ou do comércio porta em porta no Brasil, remonta mais de 80 anos de história. Este tipo de venda, muito comum e popular atualmente,......

Voltar para Notícias